Marcelo Ramos

 

Programa de governo

Análise

Nova politica, com foco verde

 

O deputado estadual Marcelo Ramos é o candidato ao governo pela coligação do Partido Socialista Brasileiro (PSB) e da Rede de Sustentabilidade, da mais nova candidata à presidência da República Marina Silva.

A influência da mentora do partido, que não conseguiu obter registro a tempo para disputar as eleições, são presentes em vários pontos do programa, que refletem a perspectivas de uma “Nova Política”, pautada no diálogo e no protagonismo.

É possível mapear isso já nas estratégias de divulgação da campanha. Completamente inspirado na estratégia da campanha de Marina em 2010, Marcelo lançou a “Casa 40”, onde apoiadores solicitam que sua residência sirva de ponto de propagação e distribuição de materiais de campanha.

Marcelo também lançou uma plataforma colaborativa para construção do seu plano de Governo. A plataforma esteve disponível no website do candidato, por onde era possível a qualquer cidadão contribuir para elaboração de propostas, criticar pontos e sugerir alterações.

Os principais pilares do seu programa são transparência, eficiência do gasto público e participação popular. E assume 4 pactos prioritários: saúde, segurança, educação e infraestrutura.

As diretrizes tem inicio com uma breve contextualização sobre o momento atual do Estado, onde o candidato destaca o cenário de desigualdade e contrastes do Amazonas, em especial entre Manaus e os municípios do interior, a ineficiência da máquina pública e a falta de definição de um modelo de desenvolvimento que reconheça a vocação regional, baseado no potencial biológico e florestal sustentável.

Marcelo alega o anseio de construir um Amazonas socialmente justo, ambientalmente sustentável e economicamente próspero. E para isso elenca 6 diretrizes programáticas:

  1. Estado e democracia de intensidade: nesta, o candidato defende a reforma do Estado, de modo a fortalecer o controle social da gestão pública e ampliar a participação popular democrática, através de debates públicos, participação na discussão de orçamentos e outros mecanismos de controle social e transparência pública. Também fala da profissionalização  e maior eficiência na gestão pública, e do combate à corrupção.
  2. Economia para o desenvolvimento sustentável: neste ponto o candidato enfatiza mais um vez  a necessidade de redução das desigualdades sociais no Estado através, principalmente, do fortalecimento dos municípios e do desenvolvimento do interior. Afirma que a sustentabilidade será um valor transversal inserido na programática pública.

Enumera três pontos principais para atingir a diretrizes: fortalecer os municípios, ampliar a infraestruturas e sustentabilidade.

Neste ponto especifico Marcelo enfatiza a necessidade de uma nova matriz de desenvolvimento para o Estado, com a promoção da floresta em pé e da produção sustentável.

Ele cita o Zoneamento Socioeconômico e Ecológico do Estado, pesquisa, inovação, financiamento e produção para consolidar arranjos

produtivos locais e regionais, aprovação de planos de manejo e fomento à assistência técnica.

E vai além, e elenca como meta a aprovação da Lei Estadual de Acesso ao Patrimônio Genético e conhecimento tradicional associado e o investimento em biotecnologia, articulando uma solução definitiva para que o Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA) funcione na sua plenitude.

  1. Educação, cultura e inovação: nesta área o candidato afirma a importância da educação no papel de enfrentamento das desigualdades sociais, para tanto defende a melhoria da qualidade do ensino, a valorização do professor, as escola de educação em tempo integral e a ampliação do acesso à internet, entre outros.

Merece destaque neste item ainda, o fortalecimento da cadeia produtiva do Turismo, com incentivo do Turismo de Base Comunitária (TBC), utilizando os saberes e fazeres das comunidades como matéria-prima básica da atividade turística.

  1. Políticas sociais e qualidade de vida: novamente destaca o combate à desigualdade e a necessidade de melhoria da distribuição de renda. Neste tópico são abordados itens referentes à assistência a saúde. Destaca-se a ampliação do sistema de saneamento básico e água tratada, na capital e no interior.
  1. Novo urbanismo e pacto pela vida: defende ampla e profunda reforma urbana para a melhoria da qualidade de vida nas cidades. Neste tópico encontram-se a mobilidade urbana - onde são citadas obras de infraestrutura viária, priorizando o transporte coletivo e o uso de modais não motorizados, como ciclo-calçadas e as hidrovias. Também fala sobre a promoção da cultura de paz como estratégia para a segurança publica.
  1. Desenvolvimento regional: por fim, Marcelo Ramos defende a implantação de uma “nova matriz econômica, por meio do aproveitamento sustentável das riquezas naturais identificada com a vocação natural da região”, para tanto lança mão do fomento à pesquisa, à ampliação dos sistemas de logística, (construção e melhorias de portos, rodovias, hidrovias e comunicação) e à biotecnologia (através da implantação do Centro de Biotecnologia da Amazônia).

Tem destaque especial o setor primário, no qual propõe a regularização fundiária, a celeridade na aprovação de planos de manejo, a pesquisa e a assistência técnica, bem como, a recuperação de estradas vicinais e da produtividade.

Marcelo assume ainda, 4 compromissos ao longo de sua campanha: debate de propostas, transparência na arrecadação e aplicação de gastos, não praticar ataques pessoais e adotar praticas sustentáveis de materiais, com redução de carbono.

Marcelo, por fim, também assinou a Carta de Compromissos do Movimento Ficha Verde, se comprometendo com 100% do itens. Você pode conferir a carta na integra clicando na aba Carta na parte superior da página.

E não podemos deixar de enfatizar, na mais nova versão do seu programa de governo, Marcelo Ramos incluiu os quatro eixos principais da Carta Compromisso do Ficha Verde, mostrando abertura ao diálogo.

Entrevista

Carta

Loading ...


O objetivo da campanha De Olho nos Políticos é disponibilizar à população amazonense, de forma fácil e acessível, informações sobre os candidatos e atuais políticos mostrando suas propostas ou atuação em temas relacionados ao meio ambiente.  O foco deste levantamento foram os posicionamentos defendidos pelos candidatos sobre temas socioambientais. Se quiser extrapolar sua pesquisa para além deste tema, ou mesmo para outros Estado brasileiros, indicamos os seguintes portais: