Herbert Amazonas

Programa de governo

Análise

A contra mão do capitalismo, em tons de vermelho e verde

 

Herbert Amazonas, é o nome do candidato do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU) para o governo do Amazonas.

O pressuposto inicial de seu programa de governo é que com Dilma não dá. E nenhuma mudança será possível com a companheira que, segundo ele, está sob total subserviência ao imperialismo e aos organismos internacionais.

Palavras de ordem como “camisa de força no movimento sindical”, “centrais sindicais pelegas”, “tubarões da educação”, “interesse de lucros de multinacionais” e “mercantilização da vida” percorrem todo o documento.

Para Herbert, e para o PSTU, o Amazonas e principalmente Manaus sempre foram governados sob a ótica dos ricos, da burguesia extrativista e comercial - das elites regionais associadas às multinacionais.

Para os trabalhadores e à população pobre, indígena, cabocla e mestiça, sempre foram reservados os piores lugares da cidade e as piores condições de sobrevivência.

Afirma que a Zona Franca de Manaus gerou imensas riqueza para o Estado, que poderiam proporcionar um alto nível de vida para a população, mas foi apropriada por multinacionais e pela burguesia regional.

O partido culpa o capitalismo e a burguesia pelas condições sociais e ambientais que chegam aos níveis insustentáveis que se vê hoje em dia.

Moradias localizadas em faixas marginais dos cursos d’água, consideradas de preservação permanente, falta de abastecimento de energia e água tratada, entre outros, são mera consequência do capitalismo selvagem.

Na opinião do partido, onde não há lucro, não pode haver serviço público, pois tudo é  mercadoria no sistema do grande capital.

Mentira?

Para a solução de todos os problemas, o PSTU defende o oposto a tudo isso que esta aí: um Amazonas para os trabalhadores.

As principais propostas defendidas no programa são: combate ao desemprego, salário, moradia, transporte público, abastecimento de alimentos, saúde, educação, segurança, cultura, esporte e lazer, mulheres, homossexuais (o único a abordar expressamente o tema de todos os candidato ao governo), indígenas, abastecimento de energia e água, saneamento básico e meio ambiente e ampliação da receitas dos municípios.

Nesta lista, entram ações como reforma agraria, respeito aos valores e a cultura dos povos indígenas, com demarcação de todas as terras indígenas, 100% do tratamento da água, saneamento básico, proteção das cabeceiras, drenagem e tratamento dos igarapés, coleta seletiva de lixo e reaproveitamento do mesmo na indústria, campanhas educativas ambientais nas escolas e bairros. Tudo estatizado e através  de conselhos populares.

Os vermelhos, mais um vez, mostrando que andam um tom mais verde do que o imaginado.

Herbert também assinou a Carta de Compromissos do Movimento Ficha Verde, se comprometendo com 97% do itens. Você pode conferir a carta na integra clicando na aba Carta na parte superior da página.

Entrevista

Carta

Loading ...


O objetivo da campanha De Olho nos Políticos é disponibilizar à população amazonense, de forma fácil e acessível, informações sobre os candidatos e atuais políticos mostrando suas propostas ou atuação em temas relacionados ao meio ambiente.  O foco deste levantamento foram os posicionamentos defendidos pelos candidatos sobre temas socioambientais. Se quiser extrapolar sua pesquisa para além deste tema, ou mesmo para outros Estado brasileiros, indicamos os seguintes portais: